16 de fevereiro de 2007

Sabe aquela história de se sentir sozinha no meio de uma multidão? Tem também aquela história de se sentir sozinha porque está sendo sufocada de tanta superproteção... Ou aquela história de se sentir sozinha porque simplesmente as pessoas que você queria que estivessem perto estão longe! E então como há muito tempo você não sentia, você se sente sozinha. E chega a soar estranho pra alguém que sempre gostou de estar sozinha, se sentir assim, como que de súbito, sozinha. Talvez pelo fato de que, pela primeira vez, não pode sair por aí sozinha. Talvez pelo fato de que, pela primeira vez, esteja confusa, como se tivessem tomado a sua liberdade. E no fim vai ver que todos esses pensamentos são um pouco vagos e sem fundamento, mas retratam o que se sente, mesmo que isso seja humanamente impossível.

2 comentários:

dréus disse...

Eu não me sinto só.Eu estou só e cada dia pior,minha serotonina sumiu de vez e meu peito dói de tanta angustia.
:'(

ferjunges disse...

Caro, Dréus, por mais que pense estar só, sempre existe alguém que está com você... (vou escrever um livro de auto-ajuda, pelo andar da carruagem). Sempre há um pingo de serotonina escondido no corpo, procure e encontrarás. =]