13 de fevereiro de 2007

Abrindo os olhos

Quando eu abri os olhos

Eu não era mais criança

Quando eu abri os olhos

Eu tive cistite

Eu tive nefrite

Me deu até gengivite

Inflamou a garganta

Onicomicose

Gripe

Dor na boca do estômago

Na lombar

Quando eu abri os olhos eu senti dor

Ser adulto não é tão bonito

Quanto como era quando eu brincava de caixa de banco

É mais difícil

Dói mais

As cobranças são maiores

Ser adulto não é tão bom quanto a gente sonhava

A gente vomita de porre

Enche a cara de lembrança

E dorme mais um dia rezando

Pra que no outro dia consiga caminhar sozinho

E não seja fraco pra ficar chorando

Como chora uma criança

Porque o tempo já passou

Um comentário:

Emily disse...

Nossa! Pensei muito nisso tudo ontem!
=/