16 de janeiro de 2009

Avisa lá!

Eu tentei ser amiga.

Eu até tentei ser filha.

Eu tentei aguentar calada enquanto ela gritava, mas meu sangue pulsava forte.

Eu tentei compreender enquanto ela jogava suas palavras ardilosas em minha cara.

Eu tentei mostrar onde estavam os erros.

Tudo em vão.

Agora avisa lá que eu vou chegar mais tarde.

Talvez eu nunca chegue.

Talvez ela passe a vida sentada na calçada esperando que eu apareça.

Mas eu nunca vou chegar.

Paciência tem prazo de validade.

Um comentário:

Pitango disse...

Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima!

Pitango
http://www.tchubaduba.blogspot.com/