9 de maio de 2008

A coisa mais nojenta do mundo

Ontem eu fui espectadora da cena mais nojenta que eu já pude presenciar, se eu estivesse comendo alguma coisa, vomitaria na hora. Prestem bem atenção! Peguei o ônibus e sentei em um banco duplo, logo à minha frente começavam os bancos unitários e mais pra frente, o primeiro banco depois da catraca, que é ao contrário. Pois bem, um senhor sentou no banco que é ao contrário, e como eu estava em um banco duplo e todos os outros eram bancos unitários, a minha visão do senhor era, digamos, privilegiada.

O Senhor: Aparentemente uns 50 anos, bem apessoado, óculos, japona, calça jeans e sapatos muito bem limpos. Simples, mas limpinho. Uma pessoa normal e sem problemas mentais, dessas que a gente encontra na rua todos os dias.

A Situação: Ele começa a retirar meleca do nariz em ritmo frenético, e tudo bem, pensei eu, se ele é louco de fazer isso na frente de um monte de gente, problema é dele. MAS ele começou a retirar as melecas e comer! COMER! Ele inclusive colocava na boca e salivava, mexia as mandíbulas, degustava a meleca. E acabou de limpar uma narina e partiu pra outra! Arg! Que nojo! Quase morri vendo aquilo. Ele só parou quando chegou a hora de descer...

Um comentário:

jaihco disse...

=Z

credo!

uma vez eu tava num interbairros 1 e tinha um véio. ele pegou uma pinça e começou a tirar sei lah oq da orelha/ouvido. pêlos, craca, meleca. UGH! e ficou ali o tempo todo. pqp. e eu torcendo pro ônibus dar uma freada nervosa e ver oq poderia acontecer.