19 de julho de 2007

A palavra "urgente" não foi inventada para ser utilizada em vão. O urgente só é urgente em estado grave de proclamação.

Nada de urgente é tão urgente quanto a morte iminente.

Nada de urgente é tão suplicante, clama tanto quanto uma dor, quanto uma perda.

Palavras não são banais e têm seus lugares adequados de colocação.

Por isso eu peço pra que não utilizem palavra tão importante em vão.

Eu peço que não esperem realmente acontecer algo urgente pra que se dêem conta de tamanha profanação ao utilizar a urgência em vão.

Um comentário:

Aron disse...

Como eu gostaria que o pessoal dos projetos dos quais participo dessem uma olhadinha nessas tuas palavras.. ai ai