26 de fevereiro de 2007

The way I feel sometimes

Tropecei, tropecei numa pedra!

Tropecei, tropecei, tropecei!!

A cabeça bateu na parede,

A cabeça bateu, e senti!

Afoguei, afoguei na desgraça!

Afoguei a alma na cachaça!

Afoguei na fundura do poço...

Mergulhei no abismo do fosso...

Me joguei na jaula dos leões.

Afoguei, tropecei e caí.

Tropecei, afoguei e morri.

Dentro, aos poucos, o corpo afundou.

Meu senhores, aviso: morri!

Morri e jamais foi por ti.

Se morri foi por própria tristeza,

Que nasceu sem causa nem beleza,

E nos olhos dançou uma valsa...

Se agarrou nos lençóis de fumaça,

E na fumaça, aos prantos, dormiu.

Um comentário:

Ops, Sem Querer Saiu... disse...

gostei desse, muito!

=P



[Emily]